Brincadeiras para educação infantil

brincadeira-criançasAs brincadeiras para educação infantil são ações indispensáveis e complementares à saúde física, emocional e intelectual das crianças. Os jogos e brincadeiras marcam presença na cultura de todos os povos, desde a antiguidade. É através delas que os pequenos fortalecem sua autoestima, desenvolvem o ato de pensar, de se socializar e de se comunicar. A linguagem, seja escrita, oral ou corporal sempre sai enriquecida de um jogo que proponha desafios em forma de brincadeira. Além disso, a interação social que é promovida com os jogos e brincadeiras, os desafios propostos e até mesmo a competição, quando trabalhada de forma salutar, prepara a criança para que se torne um cidadão capaz de enfrentar problemas e participar ativamente na construção de uma sociedade melhor.

Além de ser uma ótima ferramenta de desenvolvimento em todos os sentidos, a prática dos jogos e as brincadeiras para educação infantil respalda a intenção do trabalho do educador além de contribuir com o fortalecimento dos conteúdos a serem trabalhados. São nesses momentos que o educador pode explorar o prazer e a interação que as crianças têm com atividades para educação infantil desenvolvedoras das capacidades de raciocínio e do físico.

Pela importância que apresenta no aprendizado, o educador deve manter-se sempre atento para que direcione a atividade de acordo com o tempo de cada criança na elaboração dos conceitos e dos objetivos que se pretende atingir durante a brincadeira.

Abaixo, algumas sugestões de brincadeiras para educação infantil

Trabalhando sensações e olfato

  1. Caixa das sensações: o educador providencia uma caixa de calçado, totalmente fechada e encapada. Faz um furo com 10 cm de diâmetro no centro da tampa. Dentro da caixa são colocados objetos e materiais como pedaços de algodão, retalhos, copinhos de plástico, pedaços de lixa, etc. Cada criança coloca a mão no buraco e retira um objeto, mas antes, tem que tentar identificar o que é, usando para isso, o tato.
  2. Cão farejador: O educador coloca um pouco de perfume num retalho de tecido ou chumaço de algodão e esconde-o na sala, num lugar fácil. As crianças, usando o olfato, devem descobrir onde o objeto com o cheiro foi escondido.
  3. Que cheiro é esse? O educador providencia alguns objetos que exalem cheiro, como por exemplo, perfumes, frutas, amaciante de roupa, temperos (alho, cebola), etc. As crianças são organizadas em círculo e uma delas será chamada ao centro com os olhos vendados. O professor aproximará da criança de olhos vendados o objeto a ser identificado e dirá: “Deverás reconhecer este aroma entre outros que vai cheirar”. A criança deve identificar os aromas.

Trabalhando movimentos corporais nas brincadeiras para educação infantil

  1. Pular corda: Essa brincadeira trabalha tanto os tipos de movimentos (rápidos, lentos, pesados, leves) quanto a percepção espaço-temporal e ritmo. Para entrar na corda as crianças têm que perceber o ritmo das batidas da corda no chão. Só assim elas saberão o momento certo para entrar e começar a pular.
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Pular_corda
  2. Dança das cadeiras: Essa brincadeira trabalha a coordenação auditiva, a competição, desenvolve a atenção e a noção espacial. O educador coloca em círculo um número x de cadeiras e um número y de crianças, sendo sempre um participante a mais do que o número de cadeiras. Quando a música começar, todos andam em volta das cadeiras. Quando a música pausar, todos devem procurar um lugar para se sentar. Quem não conseguir se sentar, sai da brincadeira. Na próxima rodada, o educador tira uma cadeira e começa de novo. A última criança a ficar na roda, é a vencedora.
  3. Queda de chapéu: Todos os participantes são colocados em círculo e cada um recebe um número. O educador fica no centro do círculo com um chapéu na mão. Ele inicia a brincadeira jogando o chapéu para o alto e dizendo um número. A criança convocada deve correr e apanhar o chapéu sem deixá-lo cair ao chão. Se o chapéu cair, a criança sai da brincadeira e o educador continua. Se a criança pegar o chapéu, ele troca de lugar com o educador e continua a brincadeira junto com o educador.

Trabalhando em equipe

  1. Apanhador de batatas: Duas equipes e dois cestos. O educador utiliza jornais e folhas de revistas para fazer dezenas de bolas amassadas (serão as batatas). Depois, ele distribui “as batatas” em vários lugares no ambiente. Quando o educador der um sinal, os participantes devem apanhar as batatas e colocá-las num cesto, que ficará no centro da sala. Cada equipe vai encher um cesto. Vence a equipe que conseguir apanhar o maior número de batatas.
  2. O feitiço que vira contra o feiticeiro: O educador coloca as crianças em círculo e distribui um papel e um lápis para cada criança. Todos escrevem no papel uma atividade que gostaria que o seu companheiro da direita realizasse. Quando todos estiverem escrito, o feitiço vira contra o feiticeiro e a própria criança que escreveu vai realizar a tarefa. O objetivo dessa brincadeira é “não desejar a outros o que não gostaria para si”.
  3. Contação de história engraçada: Com essa brincadeira é possível treinar a memorização e atenção das crianças. Todas as crianças são organizadas em círculo. O educador vai utilizar um objeto qualquer e começar a brincadeira dizendo: “Isto é um navio (por exemplo). Em seguida ele passa o objeto a quem está ao seu lado e essa criança deverá repetir a frase do educador e acrescentar mais uma palavra à história. Por exemplo: Isto é um navio podre, Isto é um navio pirata, etc. Ao repetir a frase, o objeto é passado para frente e a história vai crescendo sempre que novas palavras vão se juntando.

As brincadeiras para educação infantil podem ser utilizadas em vários estágios da educação, de acordo com a capacidade cognitiva da turma. É uma forma divertida de desenvolver o conhecimento e as capacidades cognitivas, sociais e sensitivas das crianças. Quando a criança aprende brincando, o ensino deixa de ser obrigação e passa a ser uma satisfação.

Fonte: https://www.educamaisbrasil.info/

Será que existe maneiras de se reverter a calvície?

Quem não é careca ou está na iminência de ficar careca, ou está sentindo que seus cabelos estão caindo rápido demais, não sabe como é a preocupação. Esteticamente falando, é uma das piores coisas que podem acontecer, seja homem ou mulher – no caso das mulheres é ainda pior, porém mais raro.

Apesar de que alguns consideram que a queda de cabelo é inevitável e é uma característica genética, existem estudos que apontam que não só é possível pará-la, como também é possível reverter esse quadro. Há casos que um total careca voltou a ter seus fios originais, cobrindo a cabeça inteira.

antes e depois

Como isso é possível?

Simples: a calvície não está diretamente ligada a genética e, portanto, não é uma característica que se passa através de gerações. A causa é um esteroide que é produzido diariamente por nossos organismos, tanto de homem como de mulher, porém a genética pode ou não acelerar o processo.

O importante é que, independente da sua condição hereditária, você pode frear a produção desse esteroide causador da calvície e, dessa forma, reverter sua condição. Lembrando que não é 100% dos casos que conseguem recuperação total dos cabelos, entretanto a maioria possui sucesso considerável e muito satisfatório.

Como controlar o esteroide?

esteroides

Não é exatamente fácil de se fazer, mas existe um método chamado Livro Vencendo a Calvície que ensina o passo a passo de se fazer todo o processo e conseguir os resultados esperados. Infelizmente é pago, custando em torno de 100 reais.

O lado bom é que é totalmente natural, ou seja, nada de remédios e fórmulas mágicas.

Os benefícios de possuir cabelo novamente

Sabemos que no mundo que vivemos hoje, as pessoas que possuem maior beleza, ou seja, que tenham boa aparência, tem muito mais facilidade de sucesso do que as que não possuem – isso independe da área, tanto social e econômica.

Além desses benefícios óbvios, há a questão de autoestima e confiança. É inegável que se a pessoa se sente bem consigo mesmo, ela tem mais chances de ser feliz. Isso não quer dizer que não é possível se sentir bem sendo calvo, porém não é isso que estamos acostumados a ver.

Conclusão

Aqui há pouco a se dizer, mas o que podemos tirar de proveito deste texto é que se você não está satisfeito com sua condição de queda de cabelo, pode revertê-la. Isso é possível para qualquer pessoa, basta correr atrás da informação e seguir o método.

Entretanto, vale salientar que não é porque você é calvo que não conseguirá alcançar seus objetivos. Sempre é possível, tudo é alcançável!

Dica extra: Um corte de cabelo disfarçado é uma boa maneira de minimizar os efeitos da calvice.

Como importar roupas? | Vale a pena?

Sabemos que o preço de roupas, principalmente as de marca, com essa alta do dólar subiu muito. Algumas lojas chegaram a subir em até 20% o preço de suas peças. Essa situação nos faz pensar muito sobre alternativas que temos para compra de roupas e outras peças.

O que nos vem primeiro na cabeça é sobre importar. Lógico que a primeira pergunta que surge é sobre o dólar. Será que vale a pena importar mesmo com o dólar alto?

Ainda tem a questão de taxas e impostos, que aqui no Brasil é tudo muito caro. Para você ter noção, se um produto for taxado na alfândega, o imposto de importação pode chegar a 60% sobre o valor do produto. Imagine que importou algo em torno de 100 reais, você pagará 160 para poder receber este produto (100 da compra + 60 das taxas). É muito, não é? Ainda assim é uma boa importar?

 

Como importar roupasVale a pena importar?

Se você pensar comigo, vamos chegar à conclusão que SIM, vale muito a pena importar produtos de fora.

Quem possui loja de roupas, por exemplo, precisa de fornecedores, mesmo para roupas mais caras, não é mesmo? Pois bem, onde eles conseguem roupas de marca e pagando barato? IMPORTANDO!

Já percebeu que quando o dólar sobe, o preço das roupas também sobe? Isso acontece porque o preço de importação sobe, assim como o que é pago em imposto. Dessa forma, você continuará pagando bem mais barato importando produtos do que comprando em qualquer loja aqui no Brasil.

Então de onde importar?

Hoje existem várias formas e sites de importação. Alguns bons e bem conhecidos como o AliexPress, e outros menos conhecidos.

3 sites para importar produtos:

  • revenderAliexpress: Teoricamente é o maior e mais conhecido site de comprar direto da china. Ele possui uma diversidade de produtos muito grande e facilita a entrega ao usuário. Recomendado!
  • Minithebox: Sua especialidade é acessórios de gadgets como iPade, iPhones e outros smartphones. Lá é possível encontrar uma capinha mais linda que a outra. Vale a pena!
  • Asos: Apesar de ser um site inglês, da Inglaterra, ainda assim é ótimo para importação. Ele é especializado em roupas e acessórios para homens e mulheres. O frete é grátis!

Posso revender?

A grande beleza de importar produtos é pagar bem mais barato. Umas das opções é ganhar dinheiro com isso, comprando com um valor baixo e vendendo pelo valor de mercado aqui no Brasil (bem mais caro). Um site que fala com autoridade sobre o assunto de revenda de roupas e outros é o Quero Revender Roupas. Vale a pena a leitura!

Como seguir seu sonho profissional

Todos nós sabemos que o mercado profissional não está nenhum pouco fácil. A facilidade para conseguir informação, os programas de auxílio e subsídios e o investimento (ainda que aquém do que devia ser) em educação tem aumentado a concorrência em todas as áreas do mercado brasileiro.

Hoje em dia, quem quer se destacar precisa de muito estudo, estar sempre antenado a tudo que está acontecendo ao seu redor e, principalmente, estar atualizado sobre os acontecimentos de sua área. O complicado de tudo isso é que temos muito pouco tempo, o trabalho ocupa muito do tempo do nosso dia a dia. O que fazer então?

Leia também:

Como se desenvolver

Como estudar sem tempo?

Essa é a questão mais complicada que as pessoas geralmente enfrentam todos os dias. Existem pessoas dedicadas que querem uma oportunidade de, mesmo trabalhando, continuar estudando. Então, como fazer nessas horas?

Existem alguns cursos online que podem ser assistidos e estudados a qualquer hora e de qualquer lugar, mas é preciso tomar cuidado porque há muita “picaretagem” nesse meio. O mais certo a se fazer é pesquisar bem antes de qualquer coisa.

Por exemplo, se está pensando em desenvolver habilidade em tocar violão tem que começar do começo. Pesquisando sobre notas mais fáceis, aquelas que são, teoricamente, mais simples de serem aprendidas e executadas. Depois de ter uma noção sobre o assunto, você não será tão facilmente enganado por pessoas de má fé na internet. É uma ótima possibilidade. Há diversos sites de conteúdo de qualidade para se fazer a pesquisa no assunto, como o Wikipédia.

Outro exemplo. Escutamos muito pouco falar de pessoas que tocam ou querem aprender a tocar teclado. Está aí uma oportunidade de ouro de se destacar no mercado, mas não é uma trivial pensarmos em um curso interessante sobre o assunto, justamente pela falta de pessoas que possuem conhecimento técnico no assunto e estão dispostas a ensiná-lo. Então pesquise, faça sua parte e, desse modo, você chegará lá.

Se está totalmente perdido por onde começar, recomendamos a leitura sobre aulas de violão para iniciantes

Estou entrando na faculdade agora, dá tempo?

Com certeza dá tempo. Aliás, você é o que tem mais tempo pela frente para estudar e aprender tudo o que quiser. Não que a faculdade não tomará seu tempo, com certeza ela vai, e não é pouco. Mas você tem, pelo menos, 4 meses no ano de férias, livres para que você possa estudar e aprender o que quiser e o que tiver vontade.

Sonho profissional

Outra coisa: Só faça aquilo que tiver vontade. Não ceda a vontade dos pais para ser doutor, advogado ou engenheiro. Apenas o seja se quiser, isso fará muita diferença na sua vida profissional, acredite!

Qualquer dúvida, deixe um comentário ou entre em contato conosco.

Por que importar roupas da China é barato?

Importação da chinaFestival da primavera é o mais importante festival de famílias chinesas. Distância independentemente, membros da família conseguem viajar para casa e celebrá-lo juntos. Para muitos trabalhadores migrantes, que têm que trabalhar 12 horas ou mais todos os dias, a reunião de família duas semanas é o único de férias têm em todo o ano. Desesperado para ver seus pais, maridos/esposas e filhos, eles têm que se juntar uma multidão inimaginável, esforçando-se para apanhar o comboio para casa, antes do ano novo lunar sino. E, quando termina as férias, eles têm que lutar novamente para pegar o trem volta ao trabalho, antes de perder seus empregos de baixa remuneração. [Nota: semelhante a muitos outros países em desenvolvimento, montar um comboio é a forma mais barata de viajar na China]. Se você tem a oportunidade de testemunhar as horas de ponta em torno Festival da Primavera em estações ferroviárias, nas principais cidades da China, você provavelmente concordaria com que a hora do rush aqui na América do Norte não é nada.

Na sequência de milhares de anos de recursos das famílias dos trabalhadores migrantes, abusos desumanos e acidentes de partir o coração, o governo chinês finalmente aprovou uma lei de trabalho em 2007, dando maior proteção aos direitos dos trabalhadores. Organizações e grupos sociais surgiram nos últimos anos para ajudar os trabalhadores migrantes não apenas encontrar trabalho, mas proteger seus interesses e exercer os seus direitos. As coisas estão melhorando. Apesar do abrandamento da economia global e nacional, mais de 97% dos trabalhadores migrantes encontraram postos de trabalho em 2009 e, em comparação com 2008, 1 milhão alguns trabalhadores mais se inscreveu para deficiência de seguro, de acordo com as estatísticas oficiais. No entanto, condição de vida e status social dos trabalhadores estão longe de ser o que eles merecem. Para trás os produtos feitos na China com preços baixos, os trabalhadores migrantes ainda estão pagando um alto custo em suas vidas.

O que devemos fazer sobre este problema? Último trem para casa, fazendo jus ao seu faturamento como “Um retrato emocionalmente doloroso de trabalhadores migrantes na China”, certamente ajudaria a entender a China atrás de seu crescimento econômico supersônico. No entanto, para resolver o problema e melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores migrantes da China, precisamos colocar em pensar mais. Alguns dizem, “Por que não podemos só boicotar produtos chineses?” Bem, nunca é fácil. Tenha em mente, os pobres operários muito provavelmente poderiam perder seus empregos para o que você escolhe fazer – um clássico tiro pela culatra. Na verdade, o poder de fazer a diferença realmente está na mão do governo chinês, e nosso trabalho é dar-lhe um empurrão.

Abaixo alguns links que ajudam a esclarecer melhor.

O governo chinês, apesar de nunca ter uma imagem agradável sobre questões de direita humanas, está levando seus passos e medidas para tornar mais fácil a vida dos trabalhadores migrantes. Que nós sabemos. Os funcionários são proativamente à procura de soluções, incluindo a aprendizagem dos países desenvolvidos, como a Grã-Bretanha, que tinha cerca de 400 anos de experiência em lidar com questões de trabalhador migrante, para melhorar a situação.

Home Office – É possível ganhar a vida trabalhando em casa?

Existem várias maneiras de trabalhar em casa. Algumas das formas mais populares são programas de afiliados, marketing direto e começando seu próprio negócio. No entanto, é também possível encontrar empregadores que contratam pessoas para trabalhar em casa de diversas formas como telemarketing, vendas, ensino, freelance escrita, etc. Passei incontáveis horas on-line à procura de trabalhos em casa.

Tem diversas dicas ótimas e vou listar abaixo alguns artigos que me ajudaram muito.

http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/meu-negocio-meu-emprego/noticia/2014/04/trabalhar-em-casa-e-permite-mais-flexibilidade-para-profissionais-do-rs.html

http://rederecord.r7.com/video/empresarias-preferem-trabalhar-em-casa-551b2e5d0cf2d5548cf78c17/

Como ganhar dinheiro

http://exame.abril.com.br/carreira/quizzes/voce-tem-o-perfil-para-trabalhar-em-casa

Você pode desejar, você pode começar amanhã, mas honestamente pode levar seis meses a um ano até que você abra para o negócio ou encontrar um trabalho. Gostaria de oferecer algum tipo de tempo de cronograma para o sucesso, mas não é possível.

Eu sei que tem muitos anuncios que oferecem riqueza em poucos dias, peço por favor que fique atento, e acompanhe as novas dicas postadas aqui pois a realidade é muito diferente, como em qualquer outro negócio o Home Office reque dedicação e muito estudo para dar resultados.
Me arisco a dizer que você vai levar mais de 6 meses até ver os primeiros resultados e mais de 6 anos para chegar aos resultados que deseja. Então se dedique s seja paciente.

O que é o verdadeiro trabalho em casa.
1) Confuso
2) Demorado
4) Requer paciência e planejamento.

A coisa mais importante que você deve ter certeza antes de começar é.
Você está procurando um trabalho em casa trabalho ou está procurando um negócio baseado em casa. Saber exatamente o que você quer é extremante importante, isso vai encurtar seu caminho pois o foco será maior.

Você pode estar se perguntando quais são as diferenças entre um trabalho em casa trabalho e um negócio baseado em casa?

Principais diferenças entre um trabalho em casa trabalho e um negócio baseado em casa são:
1) Trabalho em casa empregos são apenas aquele “empregos”, onde você tem um empregador, requisitos e talvez até mesmo horários.
2) A maior parte do trabalho em casa oportunidades (casa empresas) exigem uma taxa ou uma quantidade de dinheiro adiantado para começar.

Conhecendo estas diferenças, você pode significativamente reduzir suas chances de ser enganado e diminuir sua
termos de pesquisa (palavras-chave), tornando seu tempo melhor gasto.
Uma vez que você já descobriu se você está procurando um emprego ou negócio, que o resto só leva tempo, paciência e saber aonde ir.

Aqui estão alguns passos que eu usei…

1) Ter um objetivo…

Mesmo que ainda não decidiu se a perseguir um emprego ou negócio, você deve ainda vá em frente e definir um plano de como

Você pretende chegar lá. Além de ser uma grande fonte de motivação, saber onde é que você quer ser permite que você

Crie um plano para alcançá-lo.

2) Encontre apoio…

Entusiasmo é contagioso. Evite aqueles que dizem que você não pode. Tente encontrar outras pessoas que estão fazendo o que você quer fazer.

Fóruns e comunidades on-line são uma ótima maneira de encontrar com os outros para encontrar idéias, informações e para ajudar

Fique na pista.

3) informado…

Quando você tem informações imprecisas ou inadequadas, suas chances de fracasso são muito maiores. Falar com as pessoas que começaram as empresas similares ou estão trabalhando em casa. faça perguntas e visite os fóruns de discussão.

Quanto mais informado, menor o risco.

Agora busque por seus objetivos, se desenvolva pessoalmente e profissionalmente e nos conte depois seus resultados.

Divertir-se sozinho é possível? – Nossa análise

Sempre, desde os tempos de Sócrates, foi falado que o homem é um ser social, ou seja, necessita da convivência com outras pessoas para ser pleno. Bom, hoje em dia não vivenciamos mais essa realidade.

Está cada vez mais explícita a exclusão social do homem da nova geração: É bastante corriqueiro nos depararmos com um jovem, em uma festa ou uma roda de amigos – locais em que normalmente a interação social é bastante significativa – mexendo em um celular sem nem mesmo escutar ou prestar atenção no que se passa ao seu redor.

Tais acontecimentos nos levam a duas grandes questões: De quem é a culpa dessa mudança de comportamento e será mesmo que essas pessoas são felizes, ou em outras palavras, será que elas conseguem divertir-se e entreter-se com elas mesmas?

De quem é a culpa?

Muitas pessoas colocam a culpa nos celulares ou smartphones – De fato, essa onda começou quando os primeiros celulares com internet surgiram. Não há como negar que eles estão relacionados a esse “problema”, mas é interessante notar que ainda há pessoas que preferem o convívio social em detrimento de um celular.

Única diferença que podemos atribuir a esses dois tipos de pensamento é a educação. Fatalmente esse comportamento social passa pela forma com que as coisas foram apresentadas aos jovens na infância, ou seja, sua educação.

Será que é possível ser feliz sozinho?

Diversão em parques

Particularmente acredito que seja sim possível se divertir me frente a uma tela de computador ou celular. Tanto é verdade que a indústria de games cresce a cada dia e isso só não aconteceria se a demanda por jogos fosse pequena.

Algumas recomendações minhas para que você possa se divertir de maneira muito saudável:

·       Jogos para celular:

1.      Pou

Esse jogo se tornou famoso devido ao cuidado que é preciso ter com ele. É como se o Pou fosse um seu filho, uma vez que você precisa atender todas as necessidades do bichano.

Há na internet alguns tutoriais muito bacanas sobre como instalar o Pou. Recomendo esse: http://www.techtube.com.br/baixar-pou-para-pc-ou-smartphone

2.      GTA

Para quem tem um celular um pouco mais potente, é possível instalar e jogar GTA. Nesse jogo sensacional como sempre, é possível passar horas e nem perceber. Cuidado para não viciar haha

3.      Futebol

Há diversos jogos de futebol que você também pode aproveitar e aprender a jogar em seu smartphone. No começo é complicado se acostumar com a jogabilidade – Entre os jogos recomendados estão FIFA, Pro Evolution Soccer, entre outros…

·       Aprender a editar vídeos e músicas

Uma coisa que acho simplesmente sensacional é editar áudios e músicas ao meu estilo. Posso pegar qualquer som e transformar em outro totalmente diferente e colocar pra tocar.

A ideia pode não parecer tão boa agora, mas quando você souber fazer isso que estou falando, ficará encantado. Para aprender e mexer com áudios, há várias opções de curso de produção musical disponíveis no mercado.

Se você gosta mesmo de músicas, vai se interessar por alguns apps para download de música.

  • Aprenda a tocar algum instrumento musical

Há quem diga que tocar algum instrumento musical faz muito bem para o humor. Bom, o mais comum e também mais apreciado instrumento é o violão. Você pode começar aprendendo quais são as melhores marcas de violão existentes hoje em dia.

  • Arrumar um animal de estimação

Não há como negar que uma boa companhia sempre foram os animais de estimação. Principalmente o cachorro, que por sinal tem o título de “melhor amigo do homem”, pode se tornar um ótimo companheiro. Para que a ideia fique ainda melhor, seria interessante aprender a lidar com ele, adestrá-lo. Para isso, comece aprendendo como treinar um cachorro.

A diversão está em qualquer lugar, basta querer divertir-se. O que não podemos é nos esquecer das pessoas, elas são, e continuaram sendo no futuro, sempre importantes em nossas vidas. “ O homem é um ser social”, não se esqueça disso!